21 de abr de 2012

Inovadora peça promove segurança após a Intubação Endotraqueal!


.
 
 

A invenção promove conforto, higiene e comodidade ao paciente, visando garantir a manutenção das vias aéreas respiratórias permeáveis.
A intubação endotraqueal é um procedimento de suporte avançado de vida onde o médico, visualiza a laringe e através dela introduz um tubo na traquéia (tubo endotraqueal), e geralmente é usada em pacientes com anestesia geral e situações extremas nas quais e necessário manter permeáveis às vias aéreas do paciente, assegurando acesso à oxigenação indispensável. 
 
          
 
 
 
             Porém, o estado atual das formas de fixação nos inúmeros serviços públicos e privados é realmente vergonhoso e desumano, além de anti-higiênico. Basta ver uma sala de UTI, onde é fácil ver tubos endotraqueais fixados por fitas de panos sujos e sem nenhuma proteção e/ou segurança.
 
Pensando em solucionar este problema, o inventor Fredy Raul Salazar Zarate, desenvolveu uma “Peça Acessória para Intubação”. Trata-se de uma inovadora peça para segurança após a intubação endotraqueal, projetado para proporcionar conforto, higiene e comodidade na manipulação de pacientes, visando garantir a manutenção das vias aéreas respiratórias permeáveis. 
A invenção é composta de duas peças: o bocal e o fixador. A primeira peça denominada de BOCAL será fixada pelas arcadas dentarias do paciente, com abertura central regular de forma retangular servindo como portal de aspiração; Já a segunda peça, denominada de FIXADOR, ocupa a parte central do bocal, em formato de “U” com sistema de fechamento em cremalheira adaptável para fixar vários diâmetros de tubos endotraqueais, segundo modelos existentes. E nos extremos laterais do bocal, se situam orifícios, que recebem um fino laço de silicone que abraça ao redor da cabeça e permitiria a acomodação da peça na boca do paciente.
Por isso, a peça permite a fixação do tubo endotraqueal, o qual será mantido em segurança, durante o tempo necessário utilizado para auxiliar a respiração mecánica do paciente, através do uso de aparelhos (Respiradores mecânicos ou aparelhos de respiração assistida).
Segundo o inventor, “Esta invenção pode ser usada em todos os serviços de UTI, em todas as salas de cirurgias onde são requisitados procedimentos anestésicos, nos serviços de pronto socorro, em salas de emergência de clinicas e hospitais, nos serviços do SAMU, e nos departamentos de neonatologia e UTI pediátricos, nas companhias de resgate e transferência de pacientes intubados”, afirma.
Este dispositivo agrega diversas vantagens e benefícios, entre eles: Segurança, Higiene, é Descartável e simples, excelente Custo X Benefício, Não possui efeitos colaterais e extingue diversos problemas do cotidiano.
Parceria – Fredy está em busca de parceiros para ajudar a desenvolver modelos. Com patente requerida em todo o território brasileiro, o inventorbusca negociá-la ou obter uma parceria com empresas especializadas na fabricação de peças e acessórios hospitalares, para realizar testes e industrializar o produto.

Nenhum comentário: